18.9 C
Barra de São Francisco
90

Influencer encontrado morto em casa de amigos teve overdose de cocaína, diz delegado; casal enterrou corpo por ‘desespero’

Date:

Compartilhe:

A Polícia Civil esclareceu nesta quinta-feira (11) a morte do influenciador digital Henrique Medeiros, de 26 anos, encontrado morto e enterrado na casa de um casal de amigos em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, no final do ano passado. De acordo com a polícia, Henrique teve uma overdose de cocaína e o casal enterrou o corpo por “desespero”. O casal será colocado em liberdade e responderá apenas por ocultação de cadáver, crime que tem pena que varia de 1 a 3 anos.

Segundo o delegado Luís Roberto de Faria Hellmeister, titular de Itapecerica, foi confirmado que Henrique Medeiros morreu de overdose. Ele tinha 30 mg de cocaína em cada litro de sangue, de acordo com o laudo pericial. O delegado afirmou que a quantidade de cocaína encontrada no corpo era tão alta que Henrique poderia ter morrido dormindo.

O delegado explicou que o influenciador teve a overdose no banheiro, na presença de uma menor de idade. O casal de amigos ficou desesperado por ter muitas drogas, três crianças menores de 5 anos na casa e um corpo. Eles acreditaram que a situação poderia comprometer suas vidas, então decidiram ocultar o cadáver. No entanto, essa atitude levou à investigação inicial de homicídio. O casal será liberado, mas é importante ressaltar que eles não fizeram nada de mal para a vítima.

A investigação começou como homicídio devido à descoberta do corpo e ao desaparecimento do casal. Por esse motivo, foi solicitada a prisão temporária de 30 dias, que foi aceita pela Justiça. O casal já havia relatado desde o primeiro dia em que foram presos que Henrique estava consumindo cocaína desde o momento em que chegou à casa deles. Ele até saiu durante a noite para buscar mais drogas, passou na casa de um vizinho, tomou whisky e voltou para a casa dos amigos.

Henrique Medeiros era conhecido como influenciador nas redes sociais, com mais de 84 mil seguidores no Instagram e quase 1,8 milhão de inscritos no Youtube. Em suas plataformas digitais, ele compartilhava vídeos com brincadeiras, “pegadinhas” e “trolagens” que fazia com vizinhos da comunidade onde morava em Itapecerica da Serra. Ele também era torcedor do Palmeiras e trabalhava produzindo vídeos, chegando a receber cerca de R$ 3 mil por um de seus trabalhos.

No Natal de 2023, Henrique desapareceu após passar a ceia na casa do casal de amigos, onde também estava a irmã adolescente da proprietária. Seu corpo foi encontrado no dia 31 de dezembro, enterrado no quintal da casa dos amigos. A família do influenciador relatou que a última mensagem recebida dele foi um áudio enviado às 1h37 do dia 25 de dezembro, desejando “Feliz Natal” ao grupo da família. Como ele não retornou para casa, parentes e amigos decidiram procurá-lo e registrar seu desaparecimento na delegacia da cidade. Durante as buscas, notaram que a terra do quintal da casa onde Henrique passou o Natal estava remexida. O casal proprietário do imóvel não estava mais presente. Algumas pessoas entraram na casa e encontraram a roupa do influenciador, então chamaram a polícia, que acionou os bombeiros para realizar as escavações e desenterrar o corpo de Henrique.

A morte trágica de Henrique Medeiros chocou seus seguidores e a comunidade em geral. A investigação policial trouxe à tona os detalhes do ocorrido, esclarecendo que se tratou de uma overdose de cocaína e não de um homicídio. O casal de amigos, que enterrou o corpo por desespero, será liberado, mas responderá pelo crime de ocultação de cadáver. Esse caso serve como um alerta sobre os perigos do consumo de drogas e a importância de buscar ajuda em situações de emergência, em vez de tomar decisões precipitadas.

É fundamental que todos tenham consciência dos riscos associados ao uso de substâncias ilícitas e busquem informações sobre os efeitos e consequências antes de experimentá-las. A vida de Henrique Medeiros foi interrompida de forma trágica, e sua história serve como um lembrete de que é preciso cuidar da saúde física e mental, evitando situações que possam colocar em risco a própria vida e a de outras pessoas.

A sociedade precisa se unir para combater o consumo de drogas e oferecer suporte às pessoas que lutam contra a dependência química. É necessário investir em políticas públicas que promovam a prevenção, o tratamento e a reinserção social dos usuários, visando à construção de uma sociedade mais saudável e segura para todos.

Não podemos deixar que tragédias como essa se repitam. É responsabilidade de todos nós buscar conhecimento e agir de forma consciente para evitar que vidas sejam perdidas por conta do uso de drogas. A morte de Henrique Medeiros deve servir como um alerta para que cada um reflita sobre suas escolhas e busque ajuda quando necessário. A vida é um bem precioso que merece ser preservado.

-publicidade-spot_img

━ MAIS LINKS

Jogador do Juventude é Expulso Após Agredir Torcedor do Inter que Invadiu o Campo

Jogador do Juventude é Expulso Após Agredir Torcedor do Inter que Invadiu o Campo Uma cena incomum e polêmica marcou o jogo entre Juventude e...

The Guest: Uma Jornada de Mistério e Suspense

The Guest: Uma Jornada de Mistério e Suspense "The Guest" é um jogo de aventura e mistério em primeira pessoa, desenvolvido pelo estúdio espanhol Team...

Quatro Pessoas Ficam Feridas em Colisão Entre Duas Motos em São Gabriel da Palha

Quatro Pessoas Ficam Feridas em Colisão Entre Duas Motos em São Gabriel da Palha Na noite desta sexta-feira (12), um grave acidente entre duas motos...

Acidente em Montanha: Carro bate em veículo estacionado, capota e motorista fica ferido

Acidente em Montanha: Carro bate em veículo estacionado, capota e motorista fica ferido Um acidente impressionante ocorreu na tarde desta sexta-feira (12) no bairro Alcebíades,...

Suspeito de matar ex-mulher a facadas é preso, confirma polícia

Suspeito de matar ex-mulher a facadas é preso, confirma polícia Na tarde desta terça-feira (9), Jhonatan Bautz Dordenoni, de 25 anos, foi preso sob suspeita...

Deixe um Comentário

Por favor, insira seu comentário!
Seu comentário está aguardando moderação