Cidade do Espírito Santo tem o maior PIB per capita do Brasil

Com apenas 11 mil habitantes e beneficiado pelo setor de petróleo, o município de Presidente Kennedy, no Espírito Santo, registrou, pelo quinto ano consecutivo o maior Produto Interno Bruto (PIB) per capita do Brasil em 2015. O indicador mostrou que, para cada morador da cidade, é gerada riqueza de R$ 513,1 mil. Em segundo lugar, aparece Paulínia, em São Paulo, com R$ 276,9 mil. Para efeito de comparação, o PB per capita brasileiro em 2015 foi de R$ 29,3 mil.

Os dados fazem parte do relatório do PIB dos municípios e foram divulgados nesta quinta-feira pelo IBGE. Os números evidenciam a desigualdade entre as cidades brasileiras. Na ponta de baixo do ranking, aparece a cidade de Novo Triunfo, na Bahia, com PIB per capita de apenas R$ 3.369 — equivalente a pouco mais de 10% da média nacional.

No estudo, o IBGE explica os altos indicadores das cidades mais ricas. “Os Municípios Presidente Kennedy (ES), São João da Barra (RJ) e Ilhabela (SP) eram produtores de petróleo e Paulínia (SP) e São Francisco do Conde (BA) tinham indústria do refi no. Louveira (SP) concentrava centros de distribuição de grandes empresas e Triunfo (RS) era sede de polo petroquímico. Já Selvíria (MS) e Araporã (MG) possuíam hidroelétrica, enquanto Gavião Peixoto (SP) tinha indústria de outros equipamentos de transporte. Em comum esses municípios possuíam baixa densidade demográfi ca, juntos somavam 1,3% do PIB brasileiro e apenas 0,1% da população”, destaca o levantamento.

Em contrapartida, a dependência da cidade de Novo Triunfo é um dos fatores para a pobreza na região. “O Município Novo Triunfo (BA) com R$ 3 369,79 apresentou o menor PIB per capita em 2015. Observa-se que nesse município a Administração, defesa, educação e saúde públicas e seguridade social participava com 65,7% do valor adicionado bruto total.

São Paulo, maior economia do país, registrou PIB per capita de R$ 54,3 mil, enquanto o indicador no Rio foi estimado em R$ 49 mil

Fonte: G1 ES