Renato Casagrande anuncia nomes de secretários da Fazenda e Planejamento

Breno Ribeiro

O governador eleito do Espírito Santo Renato Casagrande revelou, na tarde desta quarta-feira (31), os nomes dos futuros secretários da Secretaria de Estado da Fazenda do Espírito Santo (Sefaz) e Secretaria de Estado de Economia e Planejamento (SEP). O anúncio foi feito no gabinete de Casagrande, na Praia do Canto, em Vitória

O engenheiro Rogelio Pegoretti Caetano Amorim, de 34 anos, será nomeado para a Sefaz e o coordenador da equipe de transição de Casagrande, Álvaro Rogério Duboc Farjado, de 54 anos, assumirá o Planejamento do Espírito Santo a partir de 2019. O anúncio foi realizado pelo governador eleito em uma transmissão ao vivo em sua página oficial no Facebook.

Casagrande comentou que iniciou os anúncios dos secretários para que a equipe possa estudar suas respectivas pastas. “Iniciamos os anúncios porque estamos vendo que temos tarefas gigantescas até o final de dezembro para que possamos começar janeiro já com algumas pastas tendo total conhecimento ou boa parte dele para facilitar o trabalho quando chegarmos em janeiro. Vamos votar o orçamento de 2019 em 2019 para que possamos saber a herança que vamos receber da atual gestão, para que possamos conhecer a atual gestão do Governo Federal e para que possamos, de fato, fazer os ajustes no orçamento”, disse.

Álvaro Duboc

Tem 54 anos, casado e possui dois filhos. É formado em direito com especialização em direito público e MBA em gestão empresarial. É delegado federal aposentado. Já exerceu chefias na Superintendência da Polícia Federal do Estado. Foi coordenador-geral de operações da Secretaria Extraordinária de Grandes Eventos do Ministério de Justiça, foi secretário de Estado de Ações Estratégicas no governo Casagrande (2011 a 2014) e foi corregedor da Polícia Federal de 2015 a 2017.

Rogelio Pegoretti 

Tem 34 anos, é casado e tem uma filha. Formado em engenharia de computação e mestre em informática pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). É auditor de controle externo do Tribunal de Contas do Estado e secretário de Fazenda de Cachoeiro de Itapemirim. Na primeira gestão Casagrande, foi auditor do Estado na Secretaria de Controle e Transparência e também ocupou a função de subsecretário de Estado da Transparência. Em 2017 foi controlador geral do município de Cachoeiro de Itapemirim.