Paulo Hartung sai do MDB e pretende não disputar mais eleições

Hartung assinou documento hoje cedo na Residência Oficial — Foto: Leonardo Duarte/Secom

O governador do Espírito Santo Paulo Hartung saiu do MDB. A desfiliação do partido aconteceu na tarde desta quarta-feira (7). Em nota, alegou “motivo de ordem pessoal”.

Hartung vai terminar o terceiro mandato à frente do governo do estado sem filiação política, segundo informou a assessoria de imprensa dele.

Para interlocutores, o governador tem dito que, terminando o atual mandato, não pretende mais participar de pleitos eleitorais.

Ao término deste governo, Hartung disse, em nota, que vai se dedicar à atividade privada e ao trabalho voluntário ligado à formação de lideranças e melhoria da educação básica no país.

“Acredito na política como ferramenta civilizatória e transformadora. Vou continuar debatendo questões prioritárias para o País”, adianta o governador capixaba, que venceu no primeiro turno as três eleições que disputou para o Governo Estadual.

Lelo Coimbra se posiciona

O Movimento Democrático Brasileiro (MDB) no Espírito Santo confirmou o rompimento do governador do Estado, Paulo Hartung, com o partido após 39 anos de filiação.

De acordo com o presidente do diretório estadual do MDB, Lelo Coimbra, a decisão de desligamento de Paulo Hartung com o partido era sabida, uma vez que o governador já havia comentado internamente sobre o desejo de deixar de disputar processos eleitorais.

O deputado federal contou ainda que, na manhã desta quarta-feira (7), recebeu uma ligação de Paulo Hartung informando-o definitivamente sobre a decisão.

“Ele entrou em contato comigo dizendo que estava envolvido com a organização da vida dele no ambiente privado. Hartung está conversando com interlocutores nacionais na esfera privada e dentro dos quesitos para esses projetos que ele tem é a não vinculação política partidária. Em razão disso, ele precisa se desligar do partido.”

Lelo Coimbra revelou que Hartung encaminhou recentemente ao MDB, na esfera nacional, um ofício de desfiliação, tornando o ato público nesta quarta-feira (7).