Jovem envolvido em acidente fatal entre Barra de São Francisco e Ecoporanga se apresenta a polícia

O jovem Lucas Fianco Machado, motorista da caminhonete S10, que se envolveu em um grave acidente na ES-320, que liga Barra de São Francisco x Ecoporanga, onde duas pessoas morreram e três ficaram feridas, se apresentou na tarde de ontem, segunda- feira, 27, na delegacia de Ecoporanga.
A caminhonete S10, que seguia em direção a Ecoporanga, e um veículo Gol, que seguia em direção a Barra de São Francisco bateram de frente após uma curva. Os carros rodaram na pista e foram parar ás margens da rodovia.
Segundo informações do delegado de Ecoporanga, Dr. Leonardo Amorim, o comerciante, Lucas, 23 anos, que dirigia a caminhonete S10, se apresentou à polícia acompanhados de 3 advogados.
“No dia do acidente, ele não foi encontrado. Ele disse que dirigia a caminhonete e estava com um amigo no carona. Os dois tiveram ferimentos leves, mas, de acordo com o comerciante, ficaram com medo de permanecer no local e serem agredidos. O comerciante informou que não havia ingerido bebida alcoólica e retornava para casa, em Ecoporanga, quando houve uma colisão lateral dos carros em cima da faixa” disse o comerciante.
O delegado informou que o resultado da perícia que irá ajudar a esclarecer as causas do acidente, e deverá sair esta semana. Após ser ouvido, o comerciante foi liberado.
“Estamos em diligência nas investigações e vamos aguardar o resultado da perícia, que deve sair ainda esta semana, para determinar as causas desse acidente” disse.
O passageiro da caminhonete já foi identificado e também será chamado a depor nesta terca-feira (28).
VÍTIMAS 
As cinco vítimas do acidente estavam no veículo Gol. Todos seguiam para ajudar nos preparativos da festa de aniversário de uma parente que  mora em Barra de São Francisco. Eles saíram da comunidade de Conceição do 15, mais conhecido como Cascudo, em Vila Pavão.
O motorista do veículo era Ronaldo Adriano dos Santos, de 35 anos morreu no local do acidente. Ronaldo dirigia o carro do amigo Abnel Souza, que estava no banco do carona e foi socorrido por populares para o Hospital Dr. Alceu Melgaço, onde até o momento da matéria permanece internado em estado estável.
As outras três vítimas, uma mãe e dois filhos, que estavam no banco de trás do veículo, ficaram presas as ferragens, mas foram retiradas pelos bombeiros e encaminhados para o mesmo hospital. O menino, identificado como Italo Daniel Almeida da Silva, de 6 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. Ele foi enterrado na manhã de domingo, 26, no interior de Vila Pavão.
Já a irmã, Thaylla Vitória Almeida da Silva, de 8 anos, teve traumatismo craniano e múltiplas fraturas. Ela precisou e foi transferida no mesmo dia, em um helicóptero da Polícia Militar, para o Hospital Infantil de Vitória.
“Meu irmão, pai de Thaylla me ligou e informou que ainda no sábado(25), ela precisou fazer uma cirurgia na cabeça, nas pernas e no braço. O estado dela é muito grave, pois continua em coma induzido. A partir de amanhã, terça-feira, os médicos disseram que vão começar a retirar as medicações aos poucos, para ver como ela vai reagir e se terá sequelas”. disse
A mãe das crianças, Neuza Almeida da Silva,está estável, mas aguarda a transferência para  Vitória para fazer uma cirurgia.
“Fui lá no hospital hoje de manhã e minha cunhada deve ser transferida para Vitória, para fazer uma cirurgia, porque ela teve fraturas na bacia. Ela está consciente e estável, mas não consegue andar e nem se mover. Por isso está utilizando uma sonda”. disse.