Projeto de Lei visa acrescentar pagamento de férias e 13º para vereadores de Nova Venécia

Jhon Martins / Rede de Notícias ES

O Projeto de Lei de nº 36/2017, que prevê o pagamento de férias e 13° salário aos vereadores venecianos, deverá ser votado na sessão desta terça-feira, dia 1°, na Câmara de Nova Venécia. O PL tem causado polêmica e muita discussão no município.

Em contato com a redação de A Notícia, na manhã desta segunda-feira, o presidente da Câmara, Antônio Emílio, que não recebe remuneração da Casa de Leis por ser Analista Judiciário do Fórum e optar pela remuneração do Judiciário, afirmou que as inclusões seriam votadas no Projeto 30/2017, de 23 de junho de 2017, e que todos os vereadores concordaram, mas que teve que ser feito o adiamento da votação, já que os servidores efetivos da Câmara solicitaram reajuste de 4,9%, referente a perda inflacionária de 2016 e, com isso, os vereadores Luciano Márcio e Biel da Farmácia, retiraram as assinaturas.

Já a presidente do Grupo de Inteligência Municipal (GIM), Natache Fiel, disse que ser contra a inclusão. “O GIM é totalmente contra os vencimentos que os vereadores estão solicitando. Achamos um absurdo o que eles estão fazendo, já que eles têm um subsídio considerável perante as horas trabalhadas. Esse projeto seria votado em junho, mas como os servidores também solicitaram reajuste, os vereadores adiaram a votação para fazer esse pacotão. Para se ter uma ideia, os custos na folha de pagamento do Legislativo aumentariam em cerca de R$ 550 mil, até o fim da atual legislatura”. disse.

Segundo ela, o GIM fez uma avaliação do trabalho dos vereadores no 1º semestre deste ano, que será divulgada ainda nessa semana. “Está muito aquém”, afirmou Natache.

O Projeto tem causado grande repercussão nas redes sociais, com a população mostrando-se contrária à iniciativa do Legislativo.

Biel e Luciano Márcio contestam informação

O vereador Biel da Farmácia (PV) e o vereador Luciano Márcio (PSB), se mostraram contrários aos vencimentos para os vereadores. “Somos totalmente contra o 13º e as férias. Não assinamos a tramitação do Projeto 36/2017 e votaremos contra, durante a Sessão. Já quanto ao reajuste dos servidores, somos a favor. Basta criar o projeto, que iremos apoiar”, disse Biel.