Mulher dá à luz no carro 4h depois de ser liberada de maternidade pela 2ª vez

Uma jovem de 18 anos deu à luz dentro do carro após ter sido liberada duas vezes da maternidade, no mesmo dia, mesmo sentindo dores e com sangramento. O parto aconteceu na madrugada desta sexta-feira (21), na Serra, quando a grávida, Kellen, que não quis ter o sobrenome revelado, seguia pela terceira vez ao hospital.

Em nota, a Pró-Matre informou que a paciente ainda não estava em trabalho de parto quando foi examinada.

O marido da jovem, o auxiliar de serviços gerais Armando, contou que a mulher estava grávida de nove meses e começou a sentir dores e apresentar sangramento. Por volta das 15h, eles foram até a Pró-Matre. Lá, Kellen foi atendida e liberada após ser diagnosticada com infecção urinária.

Leia também:

ES: Família não consegue chegar a hospital e pai faz parto de filho em casa

“Eles passaram um antibiótico, nós compramos e fomos para casa. Mas depois de tomar o remédio ela piorou. Continuou sentindo as dores”, explicou Armando.

“Fizeram o toque, disseram que eu estava com infecção urinária, mas não fizeram exame de urina, de sangue, nem nada. Disseram que não tinha chance de o bebê nascer essa semana”, completou Kellen.

Por volta das 23h, a família decidiu retornar à maternidade, mas novamente Kellen foi encaminhada para casa. “A médica falou que ela não ia ter o bebê naquela hora, que ela não tinha dilatação, que não estava na hora”, contou o marido.

Na madrugada desta sexta-feira (21) – menos de cinco horas depois de deixar a maternidade – a família saiu de casa pela terceira vez, por causa das dores que a grávida sentia.

Mas, desta vez, eles decidiram ir ao Hospital Jayme dos Santos Neves, na Serra. No meio do caminho, Kellen deu à luz uma menina.

“Tivemos que parar o carro e fazer o parto. Estávamos eu, o pastor, a minha esposa e a minha sogra. Quando fomos ver, o bebê já estava saindo. Eu só terminei de puxar. Nem cortamos o cordão umbilical e já seguimos para o hospital”, disse Armando.

Kellen e a filha ainda estão no Jayme dos Santos Neves e passam bem. Segundo o pai, a bebê nasceu com quase 3 kg e está saudável.

Outro lado

A Maternidade Pró-Matre lamenta o ocorrido, mas informa que a paciente foi atendida, examinada e medicada de acordo com as queixas dela no momento em que esteve na maternidade. E quando foi examinada, foi concluído pela equipe médica que ela ainda não estava em trabalho de parto.

Por esse motivo, a paciente foi liberada, uma vez que o volume de atendimento foi muito acima do normal durante a noite e que são internadas prioritariamente as pacientes que já estão prestes a ganhar o bebê.

Por Naiara Arpini, G1 ES